Como melhorar a circulação nos braços e nas pernas?

Elimine da sua dieta o sal e os alimentos ricos em gorduras saturadas, já que os triglicérides e o colesterol fazem com que aumente a viscosidade do sangue, e isso afeta diretamente a circulação.

Se nós costumamos ter mãos e pés frios, ou uma sensação de formigamento contínua em diferentes membros, fisgadas parecidas com agulhadas, adormecimento e, inclusive, câimbras nas extremidades, significa que a circulação sanguínea não anda muito bem.

Isto significa que as células e tecidos das extremidades não estão recebendo suficiente fluxo sanguíneo, oxigênio e alimento. O sangue também carrega os resíduos de sobra e toxinas, por isso, podemos ter uma ideia dos problemas que podem aparecer se a má circulação continuar por um longo período de tempo.

Sintomas da circulação

Como comentamos anteriormente, ter as extremidades com temperatura baixa, sentir fisgadas, como agulhas ou um simples formigamento nos membros, são alguns dos sintomas mais conhecidos, mas existem alguns mais, que iremos expor a seguir:
  • Adormecimento de braços e pernas
  • Dor e câimbras nas mãos e pés
  • Edemas nas pernas
  • Dificuldade para curar ferimentos nos pés e mãos
  • Unhas quebradiças nos pés e nas mãos
  • Perda de sensibilidade nas extremidades
  • Enxaquecas e dores de cabeça
  • Coloração azulada nos dedos e unhas
  • Aparição de varizes
  • Coceira nos braços e pernas
  • Câimbras nos glúteos e pernas
  • Falta de força nas mãos e pés
  • Dificuldades para caminhar
  • Enjoos ao se levantar

Possíveis causas

As causas de má circulação podem ser diversas, como pinçamentos nervosos, contração muscular por má postura, inflamações, exposição a baixas temperaturas ou muitas outras. A primeira coisa que deve ser feita é ir ao médico para detectar a causa. Mas, também existem muitas alternativas naturais como tratamento.

Às vezes são nossos maus hábitos, que podem provocar uma deficiente circulação sanguínea nas extremidades, como abuso de álcool, excesso de cafeína, uso de drogas ou fortes medicamentos, falta de higiene postural, deficiências nutricionais ou excesso de estresse.

Em outras ocasiões, as causas podem ser por complicações de saúde mais sérias, como obstrução de artérias periféricas, arteriosclerose, doença de Raynaud, doenças coronárias, arritmia cardíaca, deficiências nos rins, doenças pulmonares, diabetes, hipertensão ou obstrução de vasos sanguíneos por coágulos de sangue.

Melhorar o estilo de vida

O ideal, neste caso, é fazer um tratamento combinado. Seja qual for o diagnóstico do médico e os medicamentos que ele nos receitar para eliminar o problema, certas mudanças no estilo de vida, como uma alimentação saudável e alguns remédios caseiros, ajudarão não somente a aliviar os sintomas, como também a curar totalmente o problema.

Fumar menos, não beber álcool habitualmente, caminhar mais e fazer ginástica para os braços e pernas, natação ou atividades aquáticas, são atividades que caem muito bem. Uma caminhada de 40 minutos é acessível para a maioria das pessoas e traz melhoras incríveis. Também é recomendado usar roupa folgada, principalmente para dormir, e evitar as baixas temperaturas.

Alimentação natural

Consumir alimentos ricos em vitamina C ativará nossa circulação. Os alimentos que apresentam bastante vitamina C são os cítricos, como o limão, laranja, quiuí e toranja, além de outras frutas, como a goiaba, morango ou outras frutas vermelhas, melancia e melão. Também são ricos em vitamina C o tomate, o espinafre, pimentões verdes e vermelhos, couves-de-bruxelas e salsa.

A melancia, os tomates e os morangos contêm, também, Licopeno, que ativa a circulação sanguínea. Outra vitamina imprescindível para a boa circulação é a vitamina E. Podemos encontrá-la em grande concentração nos vegetais de folha verde, como o espinafre ou brócolis, também na levedura da cerveja ou gérmen de trigo. As verduras são bem-vindas e frutas ricas em potássio, como a banana, também.

Alguns óleos ricos em vitamina E e com alta porcentagem de ômega 3 são os óleos de gergelim, óleo de nozes, óleo de dendê, óleo de amêndoas, óleo de oliva. É aconselhável comer, também, os frutos , azeitonas, amêndoas, nozes, avelãs, gergelim e sementes de girassol. É importante também complementar a dieta com gemas de ovo, peixe e comprimidos de alga espirulina para melhorar a circulação.

Procure evitar os alimentos ricos em gorduras saturadas e os produtos lácteos integrais, como manteiga, leite e doces industrializados, pois os triglicerídeos e o colesterol aumentam consideravelmente a viscosidade do sangue e isto afeta diretamente a circulação. Também não é recomendável consumir sal ou sódio em excesso, que absorvem água e também afetam a liquidez do sangue.

Um complemento muito útil são os proteolíticos que baixam de forma muito eficiente a inflamação. A bromelina do abacaxi é um exemplo, que pode ser encontrada na forma de complementos na farmácia. Tome entre 3 a 5 por dia, separados das refeições.

Converse com seu angiologista / Cirurgição vascular membro da SBACV para orientação.  
Fonte - melhorcomsaude.com